Poesia

A borboleta andarilha

Borboleta

Borboleta andarilha

A borboleta andarilha

Perdeu-se na mata escura

Teve medo e escondeu-se

No buraco do esquilo.

De lá ela olhava

A vida do lado de fora

Compreendeu então

Que lá não podia ficar

Precisava beijar flores

Precisava ver amanheceres

E resolveu arriscar

Colocou uma asa para fora

Mas assim não dava

Para voar

Colocou então a outra

E começou a planar

Pobre borboleta

Tanto tempo

No buraco

Não sabia mais voar.

Carmem Sueli

Enhanced by Zemanta