Cantiga de vento

Desde cedo
O vento ensaia uma cantiga
Carregada de antigos segredos
Que se espalham pelo mundo
Nas gotinhas de chuva
Enchendo o chão de afeto
Ninando as sementes
Que aguardam a hora de acordar
No berço de mãe Gaia.

Carmem Sueli

Adicione Comentário