Poesia

Trajetória de uma estrela II

Estrela cadente, caiu

Sem destino

No meio do capinzal

Olhou para cima

O céu longe ficou

Fitou o sabiá

Assustado bateu asas

Tentou outros animais

Assustou a todos

Chegou perto do homem

Deu a luz e

Virou mulher.

Carmem Sueli